segunda-feira, dezembro 4, 2023
Home Noticias Ministério dos Direitos Humanos enviará comitiva para apurar crise dos Yanomamis

Ministério dos Direitos Humanos enviará comitiva para apurar crise dos Yanomamis

por julianaelias
0 Comente 58 visualizações
ministerio-dos-direitos-humanos-enviara-comitiva-para-apurar-crise-dos-yanomamis

O Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania (MDHC) informou que enviará uma comitiva a Boa Vista e regiões do entorno, em Roraima, para acompanhar a crise humanitária que acomete o povo Yanomami e averiguar se houve violações dos direitos humanos das comunidades locais.

A comitiva desembarca em Boa Vista neste domingo (29) e cumprirá agenda no estado entre os dias 29 de janeiro e 2 de fevereiro.

A equipe conta com a participação da secretária executiva do ministério, Rita Oliveira; do secretário nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, Ariel de Castro Alves; da secretária nacional de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos, Isadora Brandão; e do ouvidor nacional de Direitos Humanos, Bruno Renato.

Entre os objetivos, de acordo com comunicado divulgado neste sábado pela pasta, estão “apurar responsabilidades acerca da tragédia humanitária ocorrida” e “a construção de um relatório que orientará a continuidade das ações do governo”.

Na agenda, estão previstos encontros com lideranças Yanomami e com associações que trabalham junto à comunidade indígena, além da Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai) e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

A missão acontecerá sob a orientação do COE – Yanomamis, Centro de Operação de Emergências em Saúde Pública ligado à Secretaria de Saúde Indígena do Ministério da Saúde e responsável pela proteção da integridade das comunidades e pela ponte com as autoridades.

O ministério também está trabalhando com o apoio da Central Única das Favelas (CUFA) e a Frente Nacional Antirracista (FNA) para levantar doações de alimentos e suprimentos de saúde e auxiliar na logística necessária.

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

O portais de notícias Pateando La Calle Atualmente (2023), desde Brasil Minas Gerais com uma missão de conquistar o povo brasileiro.

Pateando La Calle significa “Andando na Rua” definição de pessoas lutadoras trabalhadoras e guerreiras no dia a dia por conquistar seu mundo. Pateando La Calle fundado na Venezuela pela jornalista Alexandra Rojas no ano 2015 com um equipe de profesionais na língua espanhol.

INFORMAÇÕES

noticias recentes

as mais lidas

2023 © PATEANDO LOCALLE Todos os direitos reservados. GRUPO 2N

PERIODISMO INTELIGENTE